Mesmo com área cercada e placa de identificação, lixo é encontrado em ninhos de tartarugas em praias de Cabedelo


As praias de Ponta de Campina e Intermares em Cabedelo são uma importante área de reprodução de tartarugas marinhas no nordeste brasileiro, mas a contaminação desses ambientes, por conta da falta de conscientização com despejo de lixo está colocando em risco o hábitat reprodutivo de milhares de tartarugas. 

Em entrevista ao ClickPB, a presidente da Associação Guajiru da Paraíba, Danielle Siqueira, disse que apesar de todo o trabalho de identificação com a área cercada, identificada com placa e monitorada, o despejo de lixo nessas áreas de preservação se repetem. "Acham que o ninho é uma lixeira. Ano passado aconteceu bastante caso assim", destacou ao lembrar que espera mais consciência de quem frequenta esses locais. 

Segundo informações obtidas pelo ClickPB, já são 12 ninhos registrados nessa temporada no local. Ano passado foram registrados 180 ninhos, acima da média anual que é de 160 ninhos.

Ainda segundo ela, a falta de conscientização é um dos vilões na luta pela preservação, "acreditamos que só por meio da consciência de cada um que esse cenário possa mudar", destacando que o lixo pode prejudicar o nascimento dos filhotes, impedir seu desenvolvimento e gerar consequências para todo o meio ambiente.

Para se ter uma ideia, uma mesma espécie pode desovar 130 ovos em um ninho. A temporada reprodutiva se inicia em outubro e acaba em junho, no Litoral paraibano. Para acompanhar o nascimento de ninhos e saber mais pode conferir o instagram da Guajiru.


 CLICK PB




FALA PARAÍBA BORGES NETO 

Comentários