Executiva do DEM expulsa Rodrigo Maia, ex-presidente da Câmara, do partido

 

Nessa segunda-feira (14), a Executiva Nacional do DEM decidiu, por unanimidade, expulsar o ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia (RJ) do quadro de filiados do partido. Em nota oficial, a comissão “deliberou pelo cometimento de infração disciplinar, e consequentemente expulsão do deputado”.

Em março, Maia já havia tido a confirmação da filiação ao MDB pelo senador Veneziano Vital do Rego, em entrevista exclusiva ao Sistema Arapuan de Comunicação. Segundo o senador, houve um convite do partido comandado pelo deputado federal Baleia Rossi (MDB) e Maia confirmou o ingresso na legenda.

O DEM não pode requerer o mandato do parlamentar, devido a um entendimento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) relacionado à expulsão.

Rodrigo Maia está no sexto mandato como deputado federal. Comandou a Câmara entre julho de 2016, quando sucedeu Eduardo Cunha (MDB-RJ), e fevereiro de 2021, quando foi sucedido por Arthur Lira (PP-AL).

O deputado já havia informado o desejo de deixar a legenda por ter havido “substancial mudança” do programa partidário do DEM, ao aproximar a sigla do presidente Jair Bolsonaro, além de alegar sofrer “grave discriminação” política e pessoal”.

O desentendimento de Maia com o presidente do DEM, ACM Neto, começou durante a campanha para a presidência da Câmara, Maia apoio Baleia Rossi (MDB-SP) e o DEM se manteve neutro. Baleia e da vitória de Arthur Lira, aliado de Bolsonaro.

Leia abaixo a íntegra da nota divulgada pelo DEM nesta segunda:

Em reunião realizada nesta segunda-feira (14), a Executiva Nacional do Democratas decidiu expulsar o deputado Rodrigo Maia (RJ) de seu quadro de filiados.

Após garantir o amplo direito de defesa ao parlamentar, os membros da Executiva apreciaram o voto da relatora, deputada Prof. Dorinha.

A comissão nacional, à unanimidade de votos, deliberou pelo cometimento de infração disciplinar, e consequente expulsão do deputado.

Executiva Nacional do Democratas


PARAÍBA.COM

FALA PARAÍBA-BORGES NETO

Comentários