'Fiquei petrificada', diz Angélica ao desabafar sobre abuso sexual na adolescência

 

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — A apresentadora Angélica Ksyvickis, 48, revelou que sofreu um abuso sexual quando tinha apenas 15 anos de idade, durante uma viagem a trabalho na França para promover a música "Vou de Táxi".

Em conversa com a advogada Luciana Temer, divulgada no último fim de semana, ela afirma que ninguém percebeu o ocorrido e que ela mesma só foi perceber o abuso mais tarde.

"Eu nunca tinha falado [sobre isso]. E acho que a gente acaba minimizando as coisas, às vezes. Por vários motivos, [acaba] não expondo esse tipo de assunto. E eu achei necessário. Falei na hora da entrevista sobre um abuso que eu sofri quando tinha mais ou menos uns 15 anos, durante um trabalho", contou a apresentadora em vídeo publicado no Instagram.

Na entrevista, ela relata o ocorrido: "Um grupo de jovens, homens, meninos. turistas.

Aí o fotógrafo falou assim: 'fica ali do lado dela pra fazer foto' e eu tava ali atrás de um táxi amarelo, e vieram aqueles meninos todos. E quando o fotógrafo falou: 'a gente é do Brasil, é uma cantora brasileira', eles foram ficando perto de mim, se aproximando e se esfregando em mim. E eu lembro que eu estava fazendo as fotos e você fica meio sem reação", contou.

"Um dos meninos ficou passando a mão na minha bunda, passando a mão em mim inteira. E eu atrás de um táxi, ninguém tava vendo, ninguém percebeu. E eu não fiz nada, fiquei petrificada".


FALA PARÁIBA-BORGES NETO

Comentários