Mesmo com clamor em torno de Romero, Pedro descarta tese de marcha à ré na disputa pelo Governo da Paraíba

 

Em entrevista à imprensa, o pré-candidato ao Governo do Estado, Pedro Cunha Lima (PSDB), voltou a destacar durante entrevista à TV Arapuan na noite de ontem (11) que sua postulação está mantida na corrida ao comando do Palácio da Redenção nas eleições 2022. Nos últimos dias especulou-se nos bastidores uma desistência do jovem tucano.

“Na verdade isso é o governo muito incomodado com a nossa candidatura, Impressionante como nossa candidatura incomoda. Não tenho o que falar, porque a gente busca fazer o debate propositivo, falar sobre a Paraíba. Dizer que a gente tem que fazer um diagnóstico do que está acontecendo hoje, diante desse cenário que há uma orquestração de uma estrutura para criar uma narrativa para tentar enfraquecer uma candidatura que só cresce”, afirmou Pedro.

Nos bastidores foi especulado que Pedro poderia dar lugar ao antigo pré-candidato ao Governo, Romero Rodrigues (PSC), ou até mesmo ao seu pai, o ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB).

“Sou candidato. E fico muito horando em poder ser essa alternativa, representar um coletivo e a todo instante mencionei nisso. Quando menciono que faço política em coletivo, com grupo, mas lá atrás dei um passo atrás para dizer que Romero também representava um coletivo. Mas se alimentam especulações, é um fato que está posto [minha candidatura], não consigo ficar mentindo”, disse Pedro.

PB AGORA 

FALA PARAÍBA-BORGES NETO

Comentários