Em apenas um mandato, João Azevêdo supera a soma dos três governos anteriores na evolução do IDEB

 


O governador João Azevêdo, mesmo com a pandemia e a forte crise econômica que o país atravessa, conseguiu um feito inédito na educação pública. No seu primeiro mandato ele já ficou à frente da soma dos governadores Cássio Cunha Lima, José Maranhão e Ricardo Coutinho na evolução dos números do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), que foram divulgados na manhã desta sexta-feira (16), pelo Ministério da Educação, por meio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep).

No ranking dos estados, o ensino público estadual nas escolas da Paraíba subiu de 17º para 12º lugar na classificação nacional. A nota do estado ficou acima da média do Nordeste e da média nacional.

Na comparação com outras gestões, o Governo João Azevêdo, ampliou de 3,1 para 3,9, perfazendo numa evolução de 0,8, contra os 0,5 somados das gestões de Cássio, Maranhão e Ricardo, conforme dados obtidos junto ao Ministério da Educação, que seguem detalhados logo abaixo.

Governo Cássio teve dois IDEB (2005 e 2007)
- Saiu de 2,6 para 2,9 (aumento de 11,5% e 0,3 pontos no total)

Governo Maranhão III teve uma avaliação de IDEB (2009)
- Saiu de 2,9 para 3,0 (aumento de 3% e 0,1 no total)

Governo Ricardo teve quatro avaliações de IDEB em 2 mandatos (2011, 2013, 2015, 2017).
Saiu de 3,0 para 3,1 (aumento de 3% e 0,1 no total de 8 anos)

Governo João Azevêdo teve dois IDEB até agora (2019 e 2021).
- Saiu de 3,1 para 3,6 e agora chega a 3,9 (aumento de 25,8% e 0,8 pontos no total).

Esta evolução de 3,6 para 3,9 divulgada ontem foi a terceira maior do país, atrás somente de Sergipe (0,6) e Rio de Janeiro (0,4) e empatada com Bahia e Piauí, também com 0,3.

Os números são formulados com base no desempenho dos estudantes nas provas do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), em comparação com as taxas de aprovação do Censo Escolar. A Educação Pública Estadual da Paraíba apresentou crescimento nos índices de 2021 em relação aos números de 2019, mesmo em um contexto de pandemia.
 
Há dois anos, a nota alcançada pela Rede Estadual nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental foi de 4,9. Em 2021, este número subiu para 5,1. Nos Anos Finais, a nota era de 3,8 e saltou para 4,6 em 2021. Por fim, há dois anos, o Ensino Médio da Rede Estadual apresentava o índice de 3,6, subindo para 3,9 em 2021.
 
Ensino premiado
A Rede Estadual de Ensino é composta por mais de 246 mil estudantes e 17 mil  professores. A qualidade no ensino público na Paraíba acabou sendo reconhecida nacionalmente com premiações como o Prêmio Excelência em Competitividade, na categoria Boas Práticas, promovido pelo Centro de Liderança Pública (CLP). Além do primeiro lugar no ranking de qualidade de Ensino Remoto, desenvolvido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO

Comentários