Deputado eleito pela oposição prega que grupo União, PSDB e MDB votem em bloco na eleição da Mesa Diretora da ALPB

 

O deputado estadual eleito Fábio Ramalho, do PSDB, partido de oposição ao governador João Azevêdo (PSB) na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), defende que o grupo que engloba, além de PSDB, União Brasil e MDB, vote em bloco na eleição da Mesa Diretora.

Os três partidos têm, ao todo, 8 deputados estaduais eleitos. São eles: Fabio Ramalho (PSDB) – 48.260 votos; Taciano Diniz (União) – 33.779 votos; Camila Toscano (PSDB) – 32.586 votos; George Morais (União) – 26.733 votos; Anderson Monteiro (MDB) – 25.218 votos; Dr Romualdo (MDB) – 24.075 votos; Tovar (PSDB) – 23.577 votos e Gilbertinho (União) – 21.893 votos.

Em entrevista à Rádio CBN João Pessoa, o ex-prefeito de Lagoa Seca disse que vai ouvir prefeitos que ajudaram na sua eleição, como o prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), para escolher um presidente que não deixe os outros poderes interferirem.

“Precisamos ter um presidente que não deixe outros poderes interferirem demais. Tenho conversado muito com o prefeito Bruno Cunha Lima para que a gente possa escolher esse nome”, explicou.

Ele revelou que tem conversas avançadas com Wilson Filho e Adriano Galdino, ambos do Republicanos, para o 1º e 2º biênios da ALPB.

PB AGORA


FALA PARAÍBA-BORGES NETO

Comentários