Hospital Regional de Sousa recebe título Hospital Amigo da Criança

 

O Hospital Regional de Sousa, que integra a rede hospitalar do Estado, recebeu nesta quarta-feira (30), no auditório do Hemocentro da Paraíba, o título de Hospital Amigo da Criança (IHAC). O selo de qualidade é conferido pelo Ministério da Saúde aos hospitais que cumprem a Portaria Nº 1.153/2014, cujo objetivo é fortalecer o cuidado aos recém-nascidos nas unidades neonatais, com promoção ao aleitamento materno exclusivo.

A unidade hospitalar de Sousa dispõe de serviço pré-natal de alto risco, acolhimento obstétrico e realiza cerca de 110 partos por mês. Para a diretora-geral, Paloma Abrantes, a retomada do título só foi possível com a ajuda do Ministério da Saúde e do Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado Saúde, que forneceram orientações para a capacitação de pessoal e reestruturação do hospital.

"É com muita satisfação que o Hospital Regional de Sousa recebe o selo de qualidade Hospital Amigo da Criança, o que vem a fortalecer e qualificar a nossa assistência, impondo um atendimento humanizado e qualificado durante o pré-parto, parto e pós-parto, assim como dando seguimento aos dez passos para o aleitamento de sucesso", disse.
O secretário executivo de Gestão de Rede de Unidades de Saúde, Ari Reis, reforçou que o trabalho da Secretaria de Estado da Saúde (SES) tem garantido a fiscalização e o cumprimento dos critérios que asseguram a qualidade dos serviços de assistência materno-infantil. Ele lembrou que o governador João Azevêdo já anunciou investimentos para a construção de uma nova sede materno-infantil para o Hospital Regional de Sousa. Será um prédio de 4 andares, com 10 leitos de UTI materna, 25 leitos de UTIs infantis e neonatais, 50 leitos de enfermaria, e um novo centro cirúrgico dedicado somente a obstetrícia.

No Brasil, 317 hospitais possuem o título, o que representa 10% das maternidades e cerca de 25% de todos os nascimentos do país. Crianças nascidas nessas unidades sofrem menos intervenções e têm uma amamentação mais prolongada.

Para que o hospital se torne um "Amigo da Criança" é preciso atingir quatro critérios: os dez passos para sucesso do aleitamento materno, a norma brasileira de comercialização de alimentos para lactentes, o cuidado amigo da mulher - que são as boas práticas de parto - e o cumprimento da permanência junto ao recém-nascido de risco. 
A assessora técnica da Coordenação de Atenção a Saúde da Criança e do Adolescente do Ministério da Saúde, Renara Guedes, destacou as ações desenvolvidas pelo MS voltadas à promoção e proteção do aleitamento materno que vão desde a atenção primária da saúde até a atenção terciária.

"Na atenção terciária, a gente tem a iniciativa Hospital Amigo da Criança, Banco de Leite Humano, Método Canguru, e hoje a gente está certificando a maternidade de Sousa na iniciativa Amigo da Criança, que tem o objetivo de que a criança nasça no melhor ambiente possível", assegurou.

Durante a solenidade, que marcou o encerramento da campanha Agosto Dourado, as salas de apoio à amamentação concedidas ao Hospital Metropolitano e à Uniesp também receberam o certificado. O projeto dá condições de higiene adequadas para que a mulher, durante a jornada de trabalho, retire e armazene leite, podendo recolhê-lo ao final do expediente. Ao todo são 280 salas certificadas no país, que proporcionam um processo de amamentação seguro para as mulheres, conforme recomenda Organização Mundial de Saúde.

SECOM PB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO

Comentários