Fim de semana em João Pessoa tem três bares interditados por aglomeração, dez notificados e uma pessoa presa

 

Alguns donos de bares de João Pessoa têm se mostrado resistentes ao cumprimento dos decretos com medidas preventivas para evitar a disseminação da covid-19. Só nesse fim de semana, a Vigilância Sanitária do município autuou e interditou três bares, e emitiu dez notificações. Além disso, uma pessoa acabou sendo presa, conforme apurou o ClickPB.

Foram interditados um bar nos Bancários e dois em Manaíra. Além disso, um músico foi preso em um bar no Geisel, após agredir uma fiscal da Vigilância Sanitária durante a operação.

De acordo com a diretora de Vigilância em Saúde, Alline Grisi, a aglomeração é um problema em comum entre todos os locais notificados. Pelas regras atuais, os bares só podem atender clientes até 30% de sua capacidade em locais fechados, ou 50% em áreas abertas. ''Não estão querendo cumprir'', comentou ela.

Outro problema recorrente é a falta de distanciamento adequado entre as mesas, que nos locais lotados, acaba ocorrendo. 

O horário de funcionamento também é uma questão. De acordo com os decretos estadual e municipal, os bares e restaurante só podem funcionar até às 22h, mas em Manaíra, um bar foi encontrado aberto 45 minutos após a meia-noite, o que desobedece inclusive, ao toque de recolher imposto pela prefeitura, que prevê restrição de circulação a partir da meia-noite.

Além da Vigilância Sanitária, a Secretaria Municipal de Defesa do Consumidor (Procon-JP) também atua na Operação Previna-se. Ao ClickPB, o Procon-JP informou que, nesse fim de semana, emitiu 13 orientações para adequação, além de ter autuado dois bares por funcionamento fora do horário permitido, aglomeração e falta de espaçamento entre as mesas.

CLICKPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO

Comentários