PF apreende armas de Carla Zambelli em ação determinada por Gilmar Mendes


 A deputada federal eleita em São Paulo, Carla Zambelli (PL), foi alvo de busca e apreensão pela Polícia Federal nesta terça-feira (3). O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, autorizou a ação, a qual visava apreender algumas armas de fogo que não foram entregues por ela.

Um dia antes do segundo turno das eleições, Zambelli apontou uma de suas pistolas a um grupo de pessoas que discutia num bar, localizado no bairro Jardins, em São Paulo. Após isso, a Procuradoria-Geral da República (PGR) abriu uma investigação contra a deputada eleita, pedindo a arma que ela utilizou.

Com certo atrasado, a arma de fogo foi devolvida por um familiar, além da suspensão do porte de armas da deputada. Porém, ela não havia entregado as demais armas que o próprio Gilmar Mendes tinha pedido. Em busca e apreensão nos apartamentos de Zambelli, uma arma foi apreendida em Brasília e duas em São Paulo. Todas estavam registradas.

“Hoje eu sofri busca e apreensão a mandado do STF para entrega de outras três armas que eu tenho”, disse a deputada em uma rede social. “Apesar de ter entregue espontaneamente minha G3C 9mm, eles levaram também agora minha 380 Taurus, uma Ruger 9mm e uma arma de coleção 38 que eu tinha”, continuou Zambelli.

MaisPB



FALA PARÁIBA-BORGES NETO

Comentários