CMJP debate Maio Amarelo pela paz no trânsito nesta terça-feira


Cendac homenageia mulheres e encerra Feira das Mulheres Artesãs


O Centro de Apoio à Criança e ao Adolescente (Cendac) encerrou nesta sexta-feira (31) a 8ª Feira das Mulheres Artesãs, realizada no pátio da PBTur. Durante três dias, cerca de 200 artesãs de diversas cidades paraibanas vieram a João Pessoa para divulgar o seu artesanato e intercambiar experiências. Na noite dessa quinta-feira (30), 36 mulheres das categorias artesãs, gestoras públicas e lideranças de movimentos sociais da Paraíba foram homenageadas pelo Cendac, como reconhecimento às ações que cada uma realiza para o desenvolvimento do Estado da Paraíba e em defesa da vida das mulheres, entre as quais a primeira-dama do Estado, Ana Maria Lins.

A 8ª Feira das Mulheres Artesãs é uma realização do Cendac e do Governo da Paraíba, com o apoio da Fundac, PBTur, Secretaria de Estado da Cultura, Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana e Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano.

Homenagem às mulheres - A solenidade teve início com apresentação da banda de forró Swing Nordestino, que animou a todos os presentes e em seguida a presidente do Cendac, Valquíria Alencar, deu início às premiações. In memorian, o Cendac homenageou a artesã Salete Diniz, e a ex-coordenadora pedagógica do Centro, Lourdes Barros. Entre as homenageadas na categoria gestão pública estava a primeira-dama do Estado, Ana Maria Lins, que recebeu das mãos da própria presidente do Cendac a medalha. A primeira-dama disse que estava honrada com a homenagem e parabenizou ao Cendac pela realização da Feira das Artesãs. Em sua chegada, Ana Lins passeou pela feira, conversou com as artesãs e as parabenizou pelo trabalho que desenvolvem em prol do artesanato paraibano.

A vice-reitora da UEPB, Ivonildes Fonseca, também foi homenageada pelo Cendac. Vânia, como é carinhosamente chamada, estava emocionada com a lembrança de seu nome e feliz em estar ao lado de outras mulheres que contribuem em suas áreas para um mundo mais igualitário para todas. “É com muita alegria que recebo esta homenagem e com a certeza de que o estado vem cuidando do povo. Esta medalha para mim representa a expectativa que eu tenho acerca do futuro de nossas crianças e adolescentes, principalmente para a Universidade Estadual da Paraíba, pois estou vendo o governador do estado dedicando todos os passos de sua vida governamental para esta universidade”, afirmou.

A ativista política e feminista Lourdes Meira também foi agraciada com a medalha do Cendac. Lourdes foi presa política durante a ditadura civil-militar brasileira, nos anos 60, e teve que se afastar da família para poder manter-se viva. Ela está com problemas de saúde, após sofrer um acidente automobilístico, o que a impede de se locomover, mas fez questão de comparecer ao evento. “As mudanças no mundo são feitas por nós, mulheres. Não podemos ficar só em casa, mas irmos para ruas, reivindicar nossos direitos, por um mundo livre de violência para todas nós. Agradeço à Valquíria por me incluir nesta homenagem, estou muito feliz de estar aqui com vocês e ter minha história reconhecida e mostrada para as novas gerações”, disse Lourdes Meira, emocionada e bastante aplaudida em seu discurso.

As secretárias de Estado da Mulher e da Diversidade Humana e do Desenvolvimento Humano, Lídia Moura e Pollyana Dutra, respectivamente, também foram homenageadas pelo Cendac. “Estou muito honrada porque é uma homenagem que vem de uma instituição que trabalha efetivamente pela inclusão das mulheres, para que as mulheres tenham acesso à renda, então é uma instituição que nós respeitamos muito e ao lado de grandes mulheres que estavam sendo homenageadas hoje, me sinto uma aprendiz nesse processo e muito feliz”, ressaltou Lídia Moura.

A artesã Maria das Dores Gomes da Silva, moradora de Alagoinha, agradeceu ao Cendac pela homenagem e por ter sido escolhida, mais uma vez, para participar desta edição da Feira. Dorinha é presidente da Associação de Artesãs da cidade e já esteve na ONU, divulgando o artesanato paraibano. “Estou muito honrada e feliz com a homenagem. É muito bom retornar à feira das artesãs do Cendac, reencontrar minhas colegas e poder divulgar minha arte. Só tenho a agradecer”, disse.

Maria Erandi da Silva, de 74 anos, veio de Pombal para participar da Feira. Ela também foi homenageada e espera retornar ano que vem a João Pessoa. “Estou feliz e agradecida pela homenagem que o Cendac fez a mim e às outras artesãs,” afirmou.

Conheça as 36 mulheres homenageadas:

Gestoras:

Ana Maria Lins – primeira dama do Estado da Paraíba
Eliane Galdino – prefeita de Pocinhos
Ivanilda Matias – presidente da ESPEP
Jô Oliveira – vereadora Campina Grande
Laura Farias – superintendente do IASS
Lídia Moura – Secretária de Estado da Mulher e da Diversidade Humana
Liliane Oliveira – coordenadora do Centro de Referência da Mulher Ednalva bezerra
Luísa Araújo – Coordenadora do Csu Santa Rita
Maísa Felix – Diretora Geral ACADEPOL
Nena Martins – Secretária de Mulheres da Prefeitura de João Pessoa
Ivonildes Fonseca – Vice Reitora da UEPB
Pollyana Dutra – Secretária de Estado do Desenvolvimento Humano
Valeska Dantas - Secretária de Desenvolvimento Humano e Social do Município de São Bento
Wleika Quirino – Gerente da Primeira Regional da Educação

Artesãs:

Betejane Bernardino de Sena – Guarabira
Célia Pereira dos Santos – João Pessoa
Francinelda Lucas da Silva – Cabedelo
Lúcia de Fátima Barbosa – Catolé do Rocha
Maria das Dores da Silva – Bayeux
Maria de Fátima Dias de Lima – Campina Grande
Maria Erandi da Silva – Pombal
Joaquina de Sousa – Cabaceiras
Raimunda Ferreira de Oliveira – Bayeux
Suzana Medeiros – São Bento

Lideranças movimentos sociais:

Andreinna Vilarim - Presidente da Associação de Pessoas Travestis e Transexuais da Paraíba
Ana Maria Coutinho – médica e coordenadora da Casa da Criança com Câncer
Dilei Schiochet – MST
Eugênia Victal – jornalista
Gileide Silva – presidente da Associação das Louceiras de Santa Luzia
Irene Marinheiro – coordenadora do Centro da Mulher 8 de Março
Laurecy Penaforte – professora
Joselita Rodrigues – professora aposentada UFPB
Glória Rabay – professora de Jornalismo UFPB e feminista
Maria de Lourdes Meira – ativista política e feminista
Silvana Heloísa - Coordenadora da Casa de Apoio - De mãos dadas com a comunidade

 SECOM PB



FALA PARAÍBA BORGES NETO 

Comentários