Inscrições para Enem 2024 começam na segunda-feira, dia 27


Amidi repudia ataques do secretário Ronaldo Cunha Lima a jornalista

 

A Associação de Mídia Digital da Paraíba (Amidi) emitiu uma nota, na manhã desta sexta-feira (10), repudiando o ataque protagonizado pelo secretário de Cultura de Campina Grande, Ronaldo Cunha Lima Filho, contra o jornalista Marco Marinho, do site “A Palavra On-line”.

O comunicador reproduziu uma reportagem feita pelo jornal Estadão relacionada a contratos da empresa de sua esposa com a Prefeitura de Campina Grande. Nas redes sociais, Cunha Lima subiu o tom contra o jornalista.

“Por uma fatalidade dessa que a vida compôs, merda se escreve com M e Marcos Marinho com dois”, disse no Instagram. Após a repercussão, Ronaldinho apagou a publicação.

Para a Amidi, a “atitude consiste em postura de tentativa de cerceamento da cobertura jornalística e a liberdade de imprensa, inaceitável no Estado Democrático de Direito”.

Veja a nota na íntegra: 

A Associação de Mídia Digital (Amidi) manifesta repúdio ao ataque pessoal, grosseiro e desrespeitoso protagonizado pelo secretário de Cultura de Campina Grande, Ronaldo Cunha Lima Filho, via redes sociais, contra o jornalista Marcos Marinho, do site “A Palavra On-line”.

A atitude consiste em postura de tentativa de cerceamento da cobertura jornalística e a liberdade de imprensa, inaceitável no Estado Democrático de Direito.

Ao tempo que se solidariza com o profissional da mídia digital pelos eventuais constrangimentos causados pela lamentável manifestação de uma autoridade, e, portanto, com responsabilidade pública de zelar pelo decoro da função e o respeito coletivo.

MaisPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO

Comentários