Inscrições para Enem 2024 começam na segunda-feira, dia 27


Entidades lançam campanha pelo uso de fogos silenciosos nas festas de fim de ano

 

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), o Conselho Regional de Medicina Veterinária da Paraíba (CRMV-PB), o Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB), o Ministério Público da Paraíba (MPPB) e a Defensoria Pública da União (DPU-PB), estão unidos em prol da campanha “Brilho sim, barulho não” pelo uso de fogos silenciosos nas festividades de fim de ano.

O presidente da OAB-PB, Harrison Targino, destaca que este é o segundo ano da campanha, que tem como objetivo é conscientizar a população sobre os riscos que os fogos barulhentos causam nos autistas, pessoas doentes, bebês, idosos, crianças e nos animais. Em João Pessoa, Campina Grande, Cabedelo e Uiraúna não são utilizados fogos com barulho nas festividades de final de ano.

“A OAB, mais uma vez, conclama a toda a sociedade paraibana a evitar fogos com ruídos ou sons, pedindo que os festejos de final de ano sejam feitos com fogos silenciosos, de modo a preservar a saúde de crianças, de idosos, de autistas e de animais, e colaborando assim com o ambiente social mais saudável”, declarou Harrison Targino.

Já o presidente do CRMV-PB, José Cecílio, destacou que é importante que os municípios formulem legislação para proteger animais, pessoas que convivem com transtorno do espectro autista, idosos, crianças e outros que sentem incômodo com o barulho. “Nós estamos à disposição dos gestores e parlamentares para colaborar com a formulação de projetos de lei sobre a temática. Podemos comemorar, sem a necessidade de acarretar sofrimento para pessoas e animais”, disse.

O médico-veterinário José Cecílio lembrou ainda que os animais ouvem 500 vezes mais alto que os seres humanos e com o barulho dos fogos sofrem tremores, desorientação, problemas cardíacos e até a morte.

MaisPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO

Comentários