Bombeiros fazem busca por adolescente que sumiu no mar


Governo da Paraíba e Sociedade Brasileira de Cardiologia promovem ações pelo Dia Mundial de Diabetes

 

Dona Maria da Penha Gomes, de 77anos, foi uma das primeiras a ser atendida nos serviços instalados na entrada do Shopping Tambiá, numa ação alusiva ao Dia Mundial do Diabetes, comemorado nesta terça-feira (14). O teste de glicemia deu 113, indicando pré-diabetes. Ali mesmo, conversou com o médico e informou que já está tomando remédio. Ele indicou o exame hemoglobina glicada que serve para controlar o diabetes já existente e para diagnosticar a pré-diabetes e diabetes de pacientes que ainda não sabem que têm a doença. 

Além do  teste de glicemia, no mesmo espaço, das 9h ao meio-dia, foram ofertadas aferição da pressão arterial, avaliação de peso, avaliação nutricional, distribuição de cartilhas educativas e orientações de cuidados com a saúde. Para Dona Maria da Penha a ação veio em boa hora. “Adorei. Fiz vários exames e descobri que estou precisando me cuidar mais, começando por esse exame que o médico falou”, observou. 

As ações foram promovidas pelo Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES)/Núcleo de Doenças e Agravos Não Transmissíveis, em parceria com a Sociedade Brasileira de Cardiologia - Regional Paraíba (SBC-PB). Para a chefe do Núcleo de Doenças e Agravos Não Transmissíveis da SES, Gerlane Carvalho, estes momentos servem para a população perceber que precisa se cuidar. “A pessoa aproveita para fazer os exames e descobrir se é diabético, pré ou confirmar que não tem a doença. Independente do resultado, ele sai com as informações necessárias acerca da doença. Além disso, é um alerta para o que deve ser feito a vida toda e não só hoje”, declarou.

O cardiologista da SBC-PB, Ivson Braga, chamou atenção para o diagnóstico precoce. “O diabetes atinge vários órgãos e o coração é um deles. Quem tem diabetes tem o risco aumentado de enfarto, AVC, insuficiência cardíaca, o que leva a uma limitação ao dia a dia do paciente e a redução de expectativa de vida. Por isso é tão importante o diagnóstico precoce e o tratamento. Pois hoje a medicina traz uma evolução muito grande em relação às medicações orais pro diabetes que reduzem não só a glicemia como também problemas cardiovasculares no futuro. O dia de hoje é para chamar a atenção da população e dizer que o tratamento é possível com opções que não tinham antigamente”, pontuou. 

Depois de passar pelos exames, as pessoas eram atendidas pelas nutricionistas. “Nós fazemos o recordatório alimentar de 24 horas para saber como está se alimentando, exercitando ou não, peso, altura e, a partir daí, passamos informações do que cada um pode fazer para melhorar a qualidade de vida, a exemplo, da diminuição das massas finas (bolos, pães, bolachas); das carnes processadas (presunto, salsicha, lingüiça, mortadela, quitute) e se alimentar de aveia, carne magra, frango, ovo, frutas, verduras e hortaliças”, disse a nutricionista da SES, Evla Bertoldo.

A doença - Diabetes  é uma doença causada pela produção insuficiente ou má absorção de insulina, hormônio que regula a glicose no sangue e garante energia para o organismo. A insulina é um hormônio que tem a função de quebrar as moléculas de glicose (açúcar), transformando-a em energia para manutenção das células do nosso organismo. O diabetes pode causar o aumento da glicemia e as altas taxas podem levar a complicações no coração, nas artérias, nos olhos, nos rins e nos nervos. Em casos mais graves, o diabetes pode levar à morte.

Estimativa Diabetes Paraíba - 2023 

Segundo o Vigitel, ação do Ministério da Saúde para monitorar a frequência e a distribuição de fatores de risco e proteção para Doenças Crônicas Não Transmissíveis, na Paraíba, 8,7% da população adulta (acima de 20 anos) é diabética (255.094 paraibanos). Estratificando por sexo: 9,6 % da população masculina (acima de 20 anos) é diabética (132.710 paraibanos). E na população feminina (acima de 20 anos) 8% é diabética: (123.977 paraibanas). 

Estimativas da População da Paraíba acima de 20 anos 
Total: 2.932.120 
Sexo Masculino: 1.382.397
Sexo Feminino:1.549.723

Hospitalizações por Diabetes mellitus na Paraíba – Período de Janeiro de 2018/setembro de 2023 
2018 - 2995
2019 - 2708
2020 - 2266
2021 - 2899
2022 - 3602
2023  - 2430 

Óbitos por Diabetes mellitus na Paraíba 
Período: Janeiro de 2018/setembro de 2023

2018 - 1791
2019 - 1778
2020 - 2026
2021 - 1998
2022 - 2009
2023 -1283

SECOM PB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO

Comentários