Inscrições para Enem 2024 começam na segunda-feira, dia 27


Padre George adota medidas drásticas para tentar recuperar Hospital Padre Zé


 O diretor atual do Hospital Padre Zé, Padre George, revelou em entrevista à CBN João Pessoa nesta sexta-feira (24) uma série de ações decisivas para restaurar a transparência nos recursos públicos e doações destinadas à instituição. Uma das principais iniciativas é a implementação de um portal da transparência, que tem previsão de ser lançado até o final deste ano.

Padre George ressaltou que a nova gestão está empenhada em reconstruir a imagem do hospital e, simultaneamente, estabilizar sua situação financeira, prejudicada pelo escândalo envolvendo o ex-diretor, Padre Egídio, atualmente detido preventivamente no contexto da Operação “Indignus” conduzida pelo Ministério Público.

As medidas adotadas focam na contenção de despesas, incluindo a redução de salários excessivos e gratificações. Padre George destacou que certos funcionários recebiam entre R$ 25 mil e R$ 30 mil, o que considera incompatível com a natureza filantrópica do hospital.

Em relação à transparência, Padre George destacou que, até o final deste ano, será lançado um portal que apresentará de maneira clara e objetiva como os recursos são utilizados dentro da instituição. Ele enfatizou a importância de fornecer um Portal da Transparência acessível e compreensível para a população paraibana.

O próximo desafio da administração é regularizar o Certificado de Entidade Beneficente (Cebas), documento fundamental para a classificação filantrópica do hospital e para o recebimento de emendas parlamentares. Padre George alertou que, sem esse documento, o hospital enfrentará sérias dificuldades.

Padre George também descreveu a situação financeira como delicada, destacando que os empréstimos anteriores realizados por Padre Egídio, totalizando R$ 13 milhões, agravaram a crise. A nova direção está em negociações com os bancos para resolver essa questão. O déficit mensal do hospital é estimado em torno de R$ 500 mil.

PB Agora



FALA PARAÍBA-BORGES NETO 

Comentários