Inscrições para Enem 2024 começam na segunda-feira, dia 27


Polícia da PB prende quadrilha que usava documentos falsos para fazer empréstimos

 

Uma investigação da Polícia Civil da Paraíba desarticulou um grupo criminoso que aplicava golpes além das divisas do estado. Os criminosos estavam instalados no município de Rio Tinto (PB) e chegaram a fazer vítimas no Rio de Janeiro e em São Paulo. Eles foram presos por equipes da 7ª Delegacia Seccional de Polícia Civil (7ª DSPC), sediada em Mamanguape.

De acordo com o delegado seccional Sylvio Rabelo, um banco privado com sede na região Sudeste teve um prejuízo de mais de R$ 5 milhões da quadrilha, que fazia empréstimos fraudulentos com documentos falsos. Várias pessoas idosas também foram prejudicadas pela organização criminosa.

“Esse grupo tinha uma empresa no segmento de placas de energia solar, que eram adquiridas por meio desses empréstimos realizados de forma fraudulenta. Dentro desse esquema criminoso, essa empresa oferecia descontos e condições favoráveis a idosos que fizessem empréstimos bancários. Só que o dinheiro desses empréstimos era depositado na conta do dono dessa empresa investigada”, explicou o delegado.

Além disso, as placas não eram instaladas nas residências das vítimas e, por vezes, os equipamentos eram revendidos a outras pessoas. “Era um ciclo de crimes”, acrescentou o delegado seccional de Mamanguape, onde as investigações tiveram início há quatro meses.

Durante a operação, seis pessoas foram presas. Equipamentos eletrônicos de interesse da investigação foram apreendidos, além de uma arma de fogo e munições.

PB AGORA



FALA PARAÍBA-BORGES NETO

Comentários