MEC divulga nesta terça-feira segunda chamada do Prouni


Ronnie Lessa delata Domingos Brazão como mandante da morte de Marielle Franco, segundo site nacional

 

Ronnie Lessa, ex-policial do Bope acusado de matar Marielle Franco, delatou Domingos Brazão como mandante do crime. A informação é do site Intercpet Brasil. Domingos Brazão, ex-filiado ao MDB, figurou entre os suspeitos do caso. Em 2019, chegou a ser acusado formalmente pela Procuradoria-Geral da República (PGR) de obstruir as investigações.

Ronnie Lessa, de acordo com a informação do Intercpet Brasil, fez acordo de delação com a Polícia Federal, mas esse acordo ainda precisa ser homologado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), pois Brazão tem foro privilegiado por ser conselheiro do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro.

Ronnie Lessa teria delatado, mas advogado não confirma

Ao Intercept Brasil, o advogado Márcio Palma, que representa Domingos Brazão disse que não ficou sabendo da informação sobre acordo de delação. Disse também que tudo que sabe sobre o caso é pelo que acompanha pela imprensa, já que pediu acesso aos autos e foi negado, com a justificativa que Brazão não era investigado.

A reportagem do site nacional diz, ainda, que a principal hipótese para que Domingos Brazão ordenasse o atentado contra Marielle é vingança contra Marcelo Freixo, ex-deputado estadual pelo Psol, hoje no PT, e atual presidente da Embratur.

ClickPB


BLOG DO BRUNO LIRA



FALA PARAÍBA-BORGES NETO

Comentários