Oi, Vivo e TIM são multadas por propaganda enganosa sobre 5G

Paraíba deve crescer 4,7% este ano e Famup destaca contribuição dos municípios

 

Dados da Resenha Regional do Banco do Brasil 2024, que mostram o desenvolvimento dos estados da federação, mostram que a Paraíba lidera o ranking nacional em perspectiva de crescimento com um percentual projetado do Produto Interno Bruto (PIB) de 4,7%. O crescimento previsto para este ano se deve a atração de investimentos em todo o Estado, o que tem gerado emprego e renda para os paraibanos.

“Esse é o resultado de um forte planejamento estratégico do Governo do Estado e também dos municípios, o que tem impactado diretamente o PIB. A Paraíba segue a tendência nacional, com maior participação das cidades do interior na geração de todos os bens e serviços produzidos e isso fica muito claro no nosso Estado com a participação direta dos municípios no crescimento econômico”, destacou George Coelho, presidente da Famup.

Os dados divulgados pelo Banco do Brasil mostram que seguindo a Paraíba, nas 10 primeiras colocações, estão os estados de Tocantins com 4,1%; Amapá com 3,%; Maranhão com 3,7%; Distrito Federal com 3,6%; Roraima com 3,2%; Acre com 3,1%; Ceará com 2,%; Amazonas com 2,8% e São Paulo com crescimento previsto de 2,7%.

George Coelho destacou ainda, para o bom desempenho da Paraíba, o trabalho desenvolvido pela Secretaria de Estado do Turismo, que tem divulgado o destino nos principais eventos turísticos no país e no mundo. “Muito do que contribuiu para esse sucesso do nosso estado no PIB foi o aumento do turismo nos últimos tempos. O setor tem alavancado a economia da Paraíba e fortalecido o crescimento”, frisou.

Segundo dados apresentados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), três cidades do interior paraibano apresentaram o maior crescimento no PIB em 2021 no estado. Cabaceiras teve um aumento de 71,4% no PIB nominal; Guarabira registrou aumento de 69,3% no PIB e a cidade de São José dos Ramos completa a lista com 60,2%.

O município de Alhandra aparece com crescimento de 53,4%, Conde com 44,5% e Coremas com 26,9%. Quando analisado o PIB per capita, completam a lista das maiores altas as cidades de Conde (R$ 50,7 mil), Cabedelo (R$ 45,1 mil), Guarabira (R$ 30,1 mil) e São José do Sabugi (R$ 30,1 mil). Mataraca e João Pessoa, que apareciam em 2020 com o quarto e quinto maior valor do PIB per capita, respectivamente, passaram a ocupar a sétima e oitava colocação em 2021.

O maior PIB do Estado está concentrado em João Pessoa (R$ 22,2 bilhões), seguido por Campina Grande (R$ 10,3 bilhões) e Alhandra (R$ 3,3 bilhões). O IBGE destacou ainda que os 1.306 municípios de menores PIBs responderam, em 2021, por cerca de 1% do PIB nacional e por 3,1% da população brasileira. Entre esses, os situados no Piauí (152) e Paraíba (141), representavam mais de 60% do número.

MaisPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO

Comentários