Oi, Vivo e TIM são multadas por propaganda enganosa sobre 5G

Maior São João do Mundo deve movimentar mais de R$ 600 milhões em CG e comerciantes já comemoram lucros na festa

 



Tradição e empreendedorismo. A edição 2024 de “O Maior São João do Mundo” em Campina Grande deve movimentar mais de R$ 500 milhões na economia durante os 33 dias de festa no Parque do Povo. Com a festa sendo encaminhada para a reta final e com sucesso garantido, a prefeitura da cidade estima um faturamento de mais de 20% em relação ao ano passado, podendo chegar a R$ 600 milhões. A riqueza cultural do evento é um dos fatores que levam os turistas a se renderem à festa que impulsiona há décadas a economia da região.


A festa que movimenta vários segmentos econômicos a exemplo do comércio, e incentiva o empreendedorismo no Parque do Povo, tem aquecido a economia local e gerado emprego e renda. Na reta final da festa, os comerciantes já contabilizam os lucros e comemoram o sucesso da edição deste ano.

Segundo a Arte Produções, organizadora da festa, o espaço maior e com oferta de mais conforto para o público garantiu uma frequência regular de visitantes ao longo dos mais de 25 dias de festa.

Segundo a empresa, a ampliação do Parque do Povo causou mudanças definitivas para muitas pessoas. O resultado foi um Parque maior, capaz de caber mais visitantes, mais comerciantes e uma maior satisfação.

Para Nilson Ramos, dono do conhecido Bar do Nilson que funcionava em estrutura fixa em rua de acesso ao Parque do Povo, a edição de 2024 está proporcionando resultados além do esperado. “Esse ano superou todas as expectativas. Show de bola. Só agradecer. Superou. Superou.”, disse o comerciante de forma enfática.

De acordo com Nilson Ramos, a mudança foi impactante não apenas para as pessoas que tiveram como ele, os imóveis vendidos à Prefeitura para incorporação do espaço ao Parque do Povo, mas pelo valor agregado para a festa.

Outro bar tradicional que recebeu o impacto da ampliação do Parque do Povo foi o Bar do Tenebra. Atualmente, o proprietário mantém o bar fixo, o Quintal do Tenebra, e uma barraca na área de shows. “A gente sabe que vem mais pessoas com essa reforma, que isso também traz mais lucro.”, considerou.

Para manter o funcionamento da estrutura completa, Tenebra contratou 14 colaboradores nesse período de 33 dias de festa, um investimento em equipe para dar conta da movimentação esperada. “São João é a maior festa nordestina, é o nosso Natal e Réveillon juntos e nós vamos nos adaptando a essa nova realidade. Sempre estamos dispostos a continuar apoiando essa cultura tão bonita”, enfatizou.

De acordo com informações da Secretaria de Turismo da cidade, são mais de 425 quiosques, barracas, bares e restaurantes, além de ambulantes que trabalham diretamente dentro do Parque do Povo durante os festejos juninos.
Proprietária da barraca “Caboclo Sonhador” a comerciante Rosângela Lopes também comemorou o sucesso da edição deste ano. Ela mantém a sua tradicional barraca no Parque do Povo desde o primeiro ano da festa.

“É uma festa que movimenta toda economia e atrai muita gente” disse Rosângela.

Rede hoteleira – O São João de Campina Grande impulsiona a economia local com recorde de ocupação hoteleira em 2024. Em alguns hotéis, a taxa de ocupação chegou aos 100% este ano durante o mês de junho, principalmente na semana do São João.

Conforme o coordenador de Turismo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Campina Grande (SEDE), Pablo Jatobá, temos como exemplo a intensa movimentação no aeroporto da cidade (Aeroporto João Suassuna) que possui hoje uma média de 16 operações.

“A rede hoteleira é uma das que estão comemorando a chegada dessa época que, naturalmente e historicamente, é de grande movimentação, sobretudo de turistas”, declarou Jatobá.

 

Até o próximo domingo, dia 30 de junho, Campina Grande deve receber cerca de 3,1 milhões de turistas, após a ampliação da área que passou a comportar até 70 mil pessoas com as recentes obras de expansão da área do Parque do Povo e a conclusão da primeira etapa do novo Parque Evaldo Cruz (Açude Novo).

A 41ª edição d’O Maior São João do Mundo acontece dentro das comemorações dos 160 anos de emancipação política de Campina Grande. Este ano a festa dura 33 dias e tem superado as expectativas dos artistas, organizadores e turistas.

De acordo com o Ministério do Turismo, o ‘arraiá’ em Campina Grande, junto com o de Caruaru, são as duas principais festas juninas do Brasil e movimentam mais de R$ 1,1 bilhão em arrecadação e de 5,7 milhões de pessoas curtindo os dias de festas.

Severino Lopes
PB Agora



FALA PARAÍBA-BORGES NETO

Comentários