Oi, Vivo e TIM são multadas por propaganda enganosa sobre 5G

Mídia nacional revela que Efraim Filho entra de licença para se dedicar às eleições; André Amaral assume

 

Aproximidade das eleições municipais está reduzindo o ritmo das atividades no Senado, impactando também a composição das bancadas. Vários senadores estão aproveitando a oportunidade para se licenciar dos cargos e focar em suas campanhas eleitorais ou apoiar aliados em seus estados.

Entre os parlamentares que planejam se afastar, destaca-se Efraim Filho (União Brasil-PB), cujo afastamento abrirá espaço para a ascensão do suplente André Amaral. Amaral, conhecido por sua atuação política e empresarial na Paraíba, ganhará visibilidade no cenário nacional com a licença de Efraim. A informação foi publica no site O Valor Econômico.

Além de Efraim Filho, outros senadores, como Rodrigo Cunha (Podemos-AL), Carlos Viana (Podemos-MG) e Eduardo Gomes (PL-TO), também pretendem se licenciar. Já Augusta Brito (PT-CE) optou pelo afastamento antecipado.

De acordo com o regimento interno do Senado, suplentes podem assumir o mandato se o parlamentar titular se afastar por mais de quatro meses. As licenças para fins particulares, permitidas por até 120 dias, não são remuneradas.

Outro destaque é Rogério Marinho (RN), que se licenciará por 120 dias a partir de 19 de junho, permitindo que o empresário Flávio Azevedo, seu primeiro suplente, assuma o cargo. A posse ocorrerá no Plenário do Senado, às 16h, com transmissão pela TV Senado.

PB AGORA


FALA PARAÍBA-BORGES NETO

Comentários