Oi, Vivo e TIM são multadas por propaganda enganosa sobre 5G

Pesquisa PB Agora/Datavox: Joaquim Fernandes lidera corrida eleitoral em Mamanguape; Eduardo Brito fica em 2º – CONFIRA


 Neste sábado (1º) foi divulgada a pesquisa de intenção de votos realizada pelo instituto Datavox, contratada pelo portal PB Agora, referente à corrida eleitoral para a prefeitura de Mamanguape.

Na pesquisa estimulada, onde foram apresentados aos eleitores os pré-candidatos que estão até agora com os nomes postos para a disputa deste ano, o médico Joaquim Fernandes lidera com 46% das intenções de voto, seguido pelo ex-prefeito da cidade, Eduardo Brito com 34%.

Edeilson do Almirante aparece em terceiro com 1,5% das intenções de votos. Indecisos somaram 13% enquanto branco/nulo registrou 5,5%.

Confira:

Metodologia da Pesquisa

A pesquisa PB Agora/Datavox para Mamanguape foi registrada em 26 de maio de 2024 sob o Protocolo PB – 09067/2024 – TSE – TRE e ouviu 400 pessoas com 16 anos ou mais nas zonas rural e urbana da cidade no mesmo dia.

Com um intervalo de confiança estimado em 95,0% e uma margem de erro máxima de 4,9 pontos percentuais para mais ou para menos, a pesquisa oferece um retrato significativo das preferências eleitorais dos habitantes de Mamanguape.

As entrevistas na zona urbana foram realizadas nos bairros Centro, Bela Vista, Sertãozinho, Gurguri, Areial, Planalto, Cidade Nova, Alto do Cemitério, Nossa Senhora da Penha, Conjunto Cícero Lucena e Rua do Meio.

Na zona rural, os dados foram coletados nas comunidades Pitanga da Estrada, Camaratuba, Imbiribeira, Pindobal, Alagoas, Mendonça, Engenho Novo, Curralinho e Jangada.

Tentativa de Impugnação

O juiz José Ferreira Ramos Júnior rejeitou o pedido de liminar do Partido Progressista (PP) de Mamanguape, que buscava suspender a divulgação da referida pesquisa eleitoral.

Na decisão, o juiz Ramos Júnior fundamentou que não foi demonstrada teratologia ou manifesta ilegalidade no ato impugnado, conforme jurisprudência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O partido solicitante não esclareceu em que consistiria a suposta teratologia, limitando-se a apontar divergências em relação a outras decisões contra a mesma empresa em diferentes juízos eleitorais.

Os advogados Klebert Marques de Franca, Thiago Paes Fonseca Dantas e Bruno Lopes de Araújo representam o Partido Progressista de Mamanguape, impetrante do processo, enquanto a parte impetrada é Juliana Duarte Maroja.

Além de negar o pedido de suspensão, o juiz também indeferiu o pedido de segredo de justiça, alegando que as informações do processo eram públicas e não envolviam questões sensíveis que justificassem a restrição de acesso.

PB Agora



FALA PARAÍBA-BORGES NETO

Comentários