Oi, Vivo e TIM são multadas por propaganda enganosa sobre 5G

Governo chama de ‘terrorismo’ boatos de riscos em obras do Arco Metropolitano

 

Governo da Paraíba, através da Procuradoria Geral do Estado, vai acionar criminalmente as pessoas e membros de grupos políticos locais que estão tentando levar pânico à população de Campina Grande. Em nota, o Governo chama os boatos de “um claro ato de terrorismo”, espalhando nas redes sociais neste domingo (7) que o Arco Metropolitano Leste estaria prestes a desabar colocando em risco quem trafega por suas vias.

O secretário de Estado da Infraestrutura e dos Recursos Hídricos, Deusdeste Queiroga, tranquilizou a população de Campina Grande ao afirmar que um deslizamento ocorrido em parte do muro da ponte do Arco Metropolitano “é um fato isolado que não afeta em nada a estrutura do viaduto e que vai ser resolvido o mais rápido possível”. O secretário vai nesta segunda-feira visitar o local e já determinou agilidade e imediata correção.

“Estamos em contato permanente com a Construtora Cosampa, responsável pela obra com sua expertise e domínio de engenharia, para resolver a situação que, posso assegurar, não produz em absoluto nenhum risco à população de Campina Grande”, informou o secretário.

Em nota divulgada anteriormente, o Departamento de Estradas de Rodagem da Paraíba (DER-PB) negou qualquer instabilidade estrutural na obra do Arco Metropolitano de Campina Grande, espalhada nos meios políticos de que “as paredes da obra de implantação e pavimentação do arco metropolitano leste, que foi realizada dentro dos estritos padrões da ABNT, estariam desmoronando”.

O DER tratou essa afirmação como “divulgação absurda, com o intuito de levar pânico à população e com interesses meramente politiqueiros. O órgão classificou o “ato irresponsável diante de uma das maiores obras de mobilidade urbana realizadas na cidade nos últimos anos, que já beneficia, diariamente, mais de 650 mil habitantes de Campina Grande e sua região metropolitana”.

O diretor de Planejamento do DER, José Arnaldo Souza Lima, tranquiliza a população e esclarece que “a obra do Arco Metropolitano atende, minunciosamente, as normas técnicas brasileiras, principalmente, no que diz respeito à solidez estrutural e a funcionalidade do projeto. Por outro lado, a equipe de fiscalização do DER-PB, como de costume, foi muito rigorosa no controle de qualidade dos serviços realizados pela empresa de engenharia responsável pela obra”, afirmou o dirigente do órgão.

Outro fato a ser destacado “é que a empresa Cosampa – Projetos e construções LTD ainda está presente na obra, concluindo os itens de dispositivos de drenagem para o direcionamento correto das águas pluviais, além dos serviços de paisagismo com o plantio de grama nos taludes dos aterros”, enfatizou José Arnaldo.

A obra tem o objetivo, segundo o DER, de retirar o tráfego de longa distância do centro da cidade, principalmente de caminhões; reduzir o tempo de deslocamento das pessoas e os índices de acidentes de trânsito; e garantir mais conforto e segurança à população que trafega pela região. Dentre os serviços executados no local estão a construção de um viaduto sobre a BR-104, pavimentação em concreto asfáltico, sinalização horizontal e vertical e colocação de defensas metálicas.

MaisPB


FALA PARÁIBA-BORGES NETO

Comentários