MEC divulga nesta terça-feira segunda chamada do Prouni


Mídia nacional repercute assassinato da gerente de restaurante Mayara Barros em shopping de JP; vítima era natural do ES

 

portal de notícias Metrópoles deu destaque, na noite desta sexta-feira (12), ao assassinato da capixaba Mayara Valéria de Barros Ramalho Leite, de 36 anos, que morava em João Pessoa há cerca de nove anos. O crime aconteceu dentro do Shopping Mangabeira, na Zona Sul da Capital.

De acordo com o site, Mayara aceitou a proposta de trabalhar como gerente de um restaurante há pouco mais de dois meses e, para complementar renda, fazia aplicação de mega hair.

Ainda segundo o Metrópoles, Mayara nasceu na cidade de Serra, no estado Espírito Santo, onde também trabalhou no ramo de alimentação, gerenciando lanchonetes e restaurantes.

Mayara decidiu morar em João Pessoa após receber uma proposta para gerenciar um restaurante onde trabalhou até o final de 2023. Segundo a publicação, logo em seguida ela conseguiu ser contratada para desempenhar a mesma função em outro restaurante dentro do Mangabeira Shopping.

No início da tarde desta sexta-feira (12), Mayara foi morta com dois tiros disparados por Luiz Carlos Rodrigues dos Santos, de 47 anos. Na delegacia, o homem teria dito à polícia que por não obter respostas da gerente sobre uma possível oportunidade de emprego decidiu entrou no shopping armado e atirar contra ela.

Ainda de acordo com o portal Metrópoles, o acusado atingiu Mayara com três disparos. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu antes mesmo de chegar ao hospital.

O texto diz ainda que Mayara Valéria de Barros Ramalho Leite, de 36 anos, era casada. Ela deixa um filho de 10 anos e uma menina de quatro anos.

O site acrescenta ainda que a família “planeja realizar o translado do corpo para o estado do Espírito Santo, e pretende realizar o sepultamento em Serra, sua cidade natal.

 

PB Agora


FALA PARAÍBA-BORGES NETO

Comentários